Apr 11

Switch-off: TV analógica é desligada em São Paulo; impactos serão medidos nos próximos dias

switch-off, TV analógica Comments Off on Switch-off: TV analógica é desligada em São Paulo; impactos serão medidos nos próximos dias

O sinal da TV analógica foi desligado no dia 29 de março de 2017, na região metropolitana de São Paulo. É a mesma região que primeiro recebeu as transmissões digitais, no final de 2007, e a mais populosa área a ser desligada de uma só vez. Ao longo do dia, houve dúvidas sobre a possibilidade de um eventual recursos judicial contra o desligamento, o que acabou não acontecendo, e sobre o impacto da briga entre algumas emissoras de TV aberta congregadas na joint-venture Simba contra as operadoras de TV por assinatura. Ao final do dia, toda as emissoras, incluindo as três, fizeram longas reportagens sobre o fim das transmissões e o desligamento acabou acontecendo como esperado.

Alguns episódios foram no mínimo curiosos, como Celso Russomano, da Record, defendendo que os clientes da Net e da Sky pedissem descontos de 20%, proporcionais à audiência que alegam ter entre os assinantes de TV paga. Luciana Gimenez, da Rede TV, também dedicou um programa inteiro ao tema. Mas no final do dia, o desligamento aconteceu, os canais abertos ligados ao Simba saíram da TV paga (exceto da Vivo, onde as negociações avançaram) e os sinais analógicos foram substituídos por uma cartela informativa, que permanecerá por algumas semanas.

Rescaldo

A grande expectativa agora é sobre o volume de pessoas beneficiárias do Bolsa Família e de programas do Cadastro Único que não retiraram os kits de conversão gratuitos distribuídos pela Seja Digital (Entidade Administradora da Digitalização). A expectativa é que nos próximos dias sejam distribuídos um volume recorde de kits, na casa de 200 mil na primeira semana e um pouco menos na seguinte. Mas todo o processo não deve levar de duas ou três semanas, pela experiência de Brasília. Ainda que percentualmente São Paulo mostre-se bastante preparada para a digitalização (com quase 90% dos beneficiários do Cadastro Único já aptos para receber o sinal digital), o número absoluto de pessoas é um fator de preocupação. As pesquisas mostram, por outro lado, que apenas 5% da população ficariam sem ter como assistir TV a partir do desligamento. Fato é que para a Seja Digital foi mais problemático lidar com a confusão gerada pela comunicação do Simba sobre o desligamento aos assinantes de TV paga, e por parte das próprias operadoras de TV paga, que remeteram seus assinantes ao site da Seja Digital, do que pela demanda das pessoas elegíveis a receber os kits na última hora.

Grandes varejistas também apostaram em um aumento de demanda de última hora por receptores e televisores, e vários anunciavam promoções com esse tema em seus sites.

Para as operadoras de TV por assinatura, as medições preliminares de reclamações por conta do corte do sinal em Brasília não foram preocupantes, segundo apurou este noticiário, mas ainda existe uma grande preocupação com o impacto na grande São Paulo. Os próximos dias serão decisivos para o futuro do Simba. Tanto operadoras de TV paga quanto a Seja Digital reforçaram suas centrais de atendimento para monitorar os impactos do desligamento.

Fonte: FNDC

Tagged with:
Mar 20

Switch-off: Distribuição de kits da TV digital em São Paulo atinge 44% da meta

switch-off Comments Off on Switch-off: Distribuição de kits da TV digital em São Paulo atinge 44% da meta

A 12 dias do desligamento do sinal analógico da TV aberta na cidade de São Paulo e mais 38 municípios próximos, a Entidade Administradora da Digitalização (EAD) já entregou mais de 44% dos kits para famílias beneficiadas pelos programas sociais do governo federal. De acordo com o relatório do site Seja Digital, foram distribuídos até o início desta semana 816,4 mil conversores e antenas, de um total previsto de 1,8 milhão. A maior parte dos conversores distribuídos é na região da grande São Paulo, onde a EAD estima haver uma carência maior de domicílios efetivamente despreparados para a recepção digital. Na cidade de São paulo, apesar de haver um número maior de domicílios elegíveis, há um grau maior de digitalização.

O desligamento do sinal analógico está marcado para o próximo dia 29, mas até o início de abril, estão agendadas as entregas de mais 296.9 mil kits. A distribuição em São Paulo será mantida até a primeira quinzena de maio. A expectativa é que na data do desligamento ainda haja cerca de 800 mil pessoas elegíveis para retirarem os kits, ainda que o percentual tenha sido atingido, por isso a continuidade do trabalho de de distribuição.

Já em Goiânia e mais 28 cidades próximas, que terão o sinal analógico da TV aberta desligado em 31 de maio, a distribuição de kits já começou e alcançou 37% da população que tem direito a receber o conversor e antena gratuitamente. A EAD já entregou 97,3 mil dos 266,1 mil estimados.

Até agora, já foram entregues 1,3 milhão de kits, de um total previsto de 7,5 milhões de famílias inscritas no cadastro único dos programas sociais federais até o final do processo de digitalização

Fonte: Tela Viva 

Tagged with:
Mar 13

Switch-off: Presidente do Gired chama a atenção para riscos na mudança do cronograma da TV digital

switch-off Comments Off on Switch-off: Presidente do Gired chama a atenção para riscos na mudança do cronograma da TV digital

Juarez Quadros, além de presidente da Anatel, coordena os trabalhos do Gired, o grupo de implantação de TV digital. Recentemente, o Gired teve que lidar com o pedido, por parte das teles, de adiamento do desligamento do sinal analógico na cidade de São Paulo, além de várias capitais do Nordeste e, possivelmente, Belo Horizonte. Quadros explica que esses adiamentos podem ter consequências do ponto de vista do uso dos recursos que possam remanescer no processo de transição, e por isso a tendência é que não haja mudanças no cronograma. Confira a entrevista com o presidente do Gired sobre estas e outras questões:

Como presidente do Gired, qual a sua avaliação sobre os pedidos de adiamento e mudanças no cronograma de desligamento da TV digital propostos pelas teles?

Entendo que é parte do processo mas é preciso ter cuidado porque existem também recursos públicos envolvidos, que são as parcelas que as operadoras aportam para a EAD em decorrência do compromisso do edital. Foram R$ 5,8 bilhões para o Fistel e R$ 3,6 bilhões para a EAD. Essa parte, ao final do processo, será convertida em benefício da sociedade no que sobrar, transferido em investimentos. Ao haver um adiamento, há um retardamento da entrega das frequências e com isso as operadoras podem alegar desequilíbrio econômico-financeiro, e por isso passam a ter direito a créditos que podem ser abatidos desses recursos do aporte. O Gired precisa ficar atento a isso porque qualquer retardo no cronograma gera o famoso “fato do príncipe”, que é o fato gerador para que se questione o desequilíbrio econômico-financeiro. Além disso, o adiamento pode ocasionar um retardo no uso da frequência, que é importante para o desenvolvimento do mercado de banda larga.

Na semana passada, a Abert recorreu de uma decisão do Gired sobre os critérios de desligamento. Como isso será conduzido?

Não houve nenhuma mudança dos critérios estabelecidos na portaria ministerial, que segue sendo de 93%. O que se discute em cada praça são os procedimentos auxiliares para verificar se os domicílios estão com cobertura adequada. O Gired, com participação de todos, deliberou sobre a aferição. Como não houve consenso e houve empate nas posições, a Anatel deliberou por considerar a tendência da pesquisa, porque o levantamento é sempre anterior do dia marcado, “a foto é antes do gol”. Isso foi para recurso, e agora todas as partes se manifestarão. E o ministério, que é a instância recursal nesse caso, decidirá.

E em relação à interatividade, vocês podem voltar a rever a configuração da caixa, considerando que as empresas alegam custos elevados de produção para nenhum uso efetivo desses recursos?

Existe uma demanda informal de rever isso, mas devemos manter essa especificação atual porque entendemos que mudar a essa altura a especificação dos conversores pode gerar outros retardos, alteração da produção e talvez não haja tempo de se discutir isso. Vamos implementar a política estabelecida, mesmo que isso (a interatividade) não esteja sendo ainda demandada pelos usuários.

Fonte: Tela Viva 

Tagged with:
Dec 22

Switch-off: EAD pede adiamento do switch-off em São Paulo; radiodifusores resistem

switch-off, TV digital Comments Off on Switch-off: EAD pede adiamento do switch-off em São Paulo; radiodifusores resistem

Empresa Administradora da Digitalização (EAD) protocolou na semana passada um pedido ao Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações para que reveja a data de desligamento dos sinais de TV analógica na cidade de São Paulo (previsto para o final de março). O problema alegado pela EAD é que com as discussões alongadas sobre a definição da configuração da caixa que seria utilizada, o prazo para a viabilização logística da fabricação e importação das caixas ficou arriscado, podendo comprometer o trabalho de distribuição na capital paulista. Além disso, existe uma questão técnica, já que o desligamento simultâneo de algumas cidades no interior (para além da região metropolitana) seria importante para assegurar o mínimo de interferência na cidade de São Paulo. A ideia original era passar para o final de setembro, quando as demais cidades do interior de São Paulo seriam desligadas, mas algumas teles consideram esse adiamento demasiado. A proposta da EAD seria apenas postergar para agosto. Nesse caso,  o problema será convencer os radiodifusores do adiamento, já que para que o desligamento são necessários investimentos em transmissão. As emissoras de TV esperam ter uma posição ainda esta semana.

Fonte: Tela Viva

Tagged with:
Nov 21

Switch-off: BRASÍLIA DESLIGA TV ANALÓGICA E KASSAB MANDA REVER CRITÉRIOS DE PESQUISA PARA SÃO PAULO

switch-off Comments Off on Switch-off: BRASÍLIA DESLIGA TV ANALÓGICA E KASSAB MANDA REVER CRITÉRIOS DE PESQUISA PARA SÃO PAULO

O ministro Kassab publica portaria definindo novas diretrizes para que os problemas que ocorreram durante o processo de Brasília – principalmente no que se refere à pesquisa que apura a quantidade de casas está apta a receber o sinal de TV digital – não se repitam em São Paulo.

“Agora sim podemos contar com um projeto piloto. O Brasil encerra meses e meses de árduo trabalho, coordenado pelos dois setores – radiodifusão e telecomunicações – com o apoio do governo. A partir da meia noite de hoje (17) mais de um milhão de residências do Distrito Federal e cidades do entorno passarão a receber apenas a TV digital”. Assim o ministro da C&T e Comunicações, Gilberto Kassab, anunciou a conclusão do processo de migração da TV analógica para a digital com a publicação da portaria que formalizou o desligamento das 25 emissoras (13 geradoras e 12 retransmissoras) de TV que atuam no Distrito Federal e 9 cidades de Goiás.

No mesmo ato, que contou com a presença dos principais executivos de radiodifusão – e poucos representantes de telecomunicações – o ministro anunciou também que estará publicando amanhã, 18, uma portaria com novas diretrizes para o Gired – grupo diretor que conduz o processo de desligamento da TV digital.

Segundo o ministro, essas diretrizes não vão tratar da data para o switch-off da capital paulista – prevista para o dia 29 de março ( há um pleito das operadoras de telecomunicações para que seja adiado para setembro) – mas sim de novas orientações para o aperfeiçoamento do processo, com base na experiência de Brasília.

“Vamos determinar que o Gired aperfeiçoe os critérios da pesquisa de aferição da digitalização. Isso não significa dizer que esses critérios precisam ser revistos, mas aperfeiçoados”, afirmou.

Durante toda a fase de Brasília, os radiodifusores e as operadoras de telecomunicações discordaram sobre a metodologia que deveria ser usada para a comprovação do atingimento de 90% das residências aptas a receber o sinal de TV digital, quando somente após se alcançar esse percentual é que pode desligar os sinais de TV.

Na primeira data que estava prevista, em outubro, as emissoras comerciais não se sentiram confortáveis com os resultados das pesquisas, (que pelos critérios das operadoras, já atingia 90%), mas pelos seus critérios, não chegava a 85%. ” Não podemos esquecer que estamos falando de um público que só tem esse meio de acesso ao lazer,” assinala Roberto Franco, diretor da SBT, para justificar a posição das emissoras em não aceitar desligar os sinais em outubro.

São Paulo

Agora, o quadro se inverteu. As emissoras de radiodifusão estão prontas para desligar os sinais analógicos na capital de São Paulo. “Nós nos preparamos para a data de 29 de março. Estamos prontos”, afirmam os radiodifusores, que não querem ser rotulados como responsáveis por um adiamento de cronograma na capital paulista.

Na verdade, o pleito é das operadoras de telecom, que estão enfrentado problemas por causa das mudanças no conversor, que foram decididas pelo governo há pouco tempo. Na região metropolitana de São Paulo, a EAD (empresa criada pelas celulares para financiar a migração para TV digital) tem que distribuir pelo menos 1,2 milhão de conversores para as famílias de baixa renda. E, se fosse seguir o exemplo de Brasília, cuja distribuição começou 90 dias antes do desligamento, essa entrega teria que ser concluída no final de dezembro, prazo que não será factível.

Ainda não houve qualquer discussão do Gired sobre como se dará o desligamento de São Paulo, e a próxima reunião está prevista apenas para o dia 8 de dezembro.

Fonte: Tele Síntese

Tagged with:
Nov 21

Switch-off: Superada Brasília, TVs querem manter cronograma da TV Digital em São Paulo

switch-off Comments Off on Switch-off: Superada Brasília, TVs querem manter cronograma da TV Digital em São Paulo

O ministro Gilberto Kassab, de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações assina ainda nesta quinta, 17/11, uma portaria que determina o desligamento dos sinais analógicos de televisão a partir das 0h de sexta, 18/11, no Distrito Federal e em nove cidades da região. Com pesquisas indicando entre 90% e 92% dos domicílios prontos para o ‘apagão’, a TV Digital passará a ser a única disponível na capital.

“Depois de semanas de muita tensão, onde existiram legítimas preocupações com este momento, todas superadas, hoje podemos dizer que o Brasil vai procurar o mais rapidamente possível estabelecer essa operação dentro do cronograma já estabelecido para todo o território nacional. O que nos move a partir de hoje é o objetivo de que possamos o mais rápido possível poder termos um evento como este em São Paulo”, afirmou Kassab, durante cerimônia na Anatel, depois do resultado sacramentado pelo Gired.

Como deixou indicado o ministro, a distância para os 90% de domicílios preparados na região – são 1,2 milhão de lares em Brasília e nas nove cidades de seu entorno – chegou a azedar o clima do grupo que reúne operadoras móveis, emissoras de TV, Anatel e governo em outubro, quando ainda havia pressão para o ‘apagão’ analógico ser mesmo realizado em 26/10. A maioria das emissoras comerciais, no entanto, não aceitou o desligamento com o percentual em 88% (pelo critério mais favorável).

Nesta quinta-feira, porém, com os novos percentuais, o ambiente era outro. Mas mesmo entre sorrisos e abraços, as emissoras fizeram um apelo para que o cronograma de São Paulo seja mantido em 29 de março de 2017. A Abratel (leia-se Record) chegou a divulgar uma nota nesta quinta, insistindo nesse ponto. “Adiar o cronograma descredibiliza o trabalho do Gired, da Seja Digital, e de todos os radiodifusores empenhados no processo”, diz a entidade.

A missão, porém, não é simples. A Seja Digital, braço operacional da transição, já tem 600 mil conversores, mas precisa comprar mais 1,1 milhão desses equipamentos. A distribuição deles para famílias pobres de São Paulo já começou – há cerca de 200 mil agendamentos e 100 mil kits entregues – mas a campanha é tímida até porque falta comprar aparelhos. A ideia original era concluir a distribuição de 70% dos kits até dezembro, mas isso não é mais viável.

Fonte: Convergência Digital

Tagged with:
Nov 21

Switch-off: Pesquisa diz que 90% dos lares de Brasília e região estão prontos para TV Digital

switch-off Comments Off on Switch-off: Pesquisa diz que 90% dos lares de Brasília e região estão prontos para TV Digital

Entre 90% e 92% das residências de Brasília e dos nove municípios de seu entorno estão prontos para receber apenas os sinais digitais de televisão. É o que diz a nova pesquisa do Ibope, realizada ao longo dos dias 3 e 12 deste novembro e que será discutida por governo, Anatel, emissoras e teles em reunião nesta quinta, 17/11.

A data é o novo limite fixado para o desligamento dos sinais analógicos – inicialmente prevista para abril deste ano, depois empurrada para 26 de outubro e então novamente adiada para esta quinta, 17. Pela regra, o ‘apagão’ analógico exige 93% dos domicílios prontos, mas como a margem de erro é de 3 pontos percentuais, o grupo que coordena a transição, o Gired, considera 90% como sinal verde para o desligamento.

Os percentuais de 90% e 92% são apresentados porque há divergências internas sobre a metodologia adotada para a aferição desse grau de preparação das pessoas para a TV Digital. Já houve várias mudanças de critérios e um dos adotados é a indicação de existência de televisores de tela fina nas residências.

Mas enquanto teles, governo e Anatel acreditam que apenas 8% das casas com TVs de tela fina não estão efetivamente preparadas, as emissoras de TV temem que esse percentual seja maior e que 30% delas não estejam aptas a continuar assistindo televisão depois que os sinais analógicos forem desligados.

Como resultado, o Ibope, que faz as pesquisas, tem dois números. Um usa o deflator de 8%, o outro usa indicadores adicionais pedidos pelas emissoras. Daí que a pesquisa pelo critério das TVs indica que 90% dos domicílios estão prontos, enquanto o outro critério deu 92%. É a chancela para o desligamento total neste 17/11. No fim de outubro, as emissoras comerciais preferiram não arriscar – apenas as públicas como TV Senado, Câmara e Justiça topavam ir em frente com o cronograma.

Fonte: Convergência Digital

Tagged with:
Sep 13

Swicth-off: Baixa renda é desafio para switch-off em 2017, diz EAD

switch-off Comments Off on Swicth-off: Baixa renda é desafio para switch-off em 2017, diz EAD

Antonio Carlos Martelleto (foto), presidente da EAD, a entidade responsável pela operação do desligamento do sinal analógico de TV (switch-off), fez um balanço das ações da empresa, do primeiro desligamento feito no país, em Rio Verde (GO) e dos desafios futuros. Ele falou em painel sobre o switch-off no congresso SET 2016 nesta terça, 30.

Ele lembra que no evento do ano passado apresentou um cronograma que previa que em 2016 seriam desligados 15 milhões de domicílios. “Fomos muito otimistas”, diz. O cronograma foi revisto e um novo decreto foi publicado ontem (leia aqui).

Martelleto conta que neste período, e com a experiência de Rio Verde, a entidade avançou no entendimento das suas atribuições e sua estruturação. “Montamos uma estrutura do zero. Tivemos até que mudar o nome, porque éramos confundidos com Ensino a Distancia ou Escola de Arte Dramática”, brinca. Assim, a EAD criou a identidade Seja Digital, como é conhecida a empresa agora. A campanha de esclarecimento da população leva esta marca e tem como referência o site www.sejadigital.com.br. “Criamos também uma segunda identidade, para a mitigação dos problemas de interferência, a www.tvperfeita.com.br. Será usada num segundo momento após a digitalização, e também nas cidades onde não haverá desligamento, e portanto não precisam do site de migração para o digital”, conta.

Como principal desafio para 2017 o executivo aponta o fato de grande parte de domicílios de baixa renda não serem atendidos por programas sociais. Segundo ele, na primeira fase do switch-off, em 2016, serão atingidos dois clusters (Rio Verde e Brasília e arredores), que somam 11 cidades e 4 milhões de habitantes. Nesta região, 29% dos domicílios são cadastrados em programas sociais e 59% são de classes A, B e C1, portanto com poder aquisitivo para as TVs digitais ou os set-top boxes.

Já em 2017, serão atendidos 15 clusters, com 356 cidades e 71 milhões de habitantes, pegando cidades como São Paulo, Goiânia, Belo Horizonte, Fortaleza, Campinas, Ribeirão Preto e outras. Nestas cidades, a proporção de beneficiários de programas sociais é de 28%, e de classes A/B/C1 de 52%, enquanto 20% dos domicílios não estão em nenhuma das duas situações, ou seja, não têm poder aquisitivo e não receberão o set-top gratuitamente.

Fonte: Tela Viva

Tagged with:
Sep 13

Switch-off: Governo estabelece cronograma de desligamento da TV analógica para 2018

switch-off, TV analógica, TV digital Comments Off on Switch-off: Governo estabelece cronograma de desligamento da TV analógica para 2018

O Ministério de Ciência, Tecnologia, Comunicações e Inovações (MCTIC) publicou nesta segunda, 29, a Portaria 3.493 de 26 de agosto de 2016. A portaria estabelece o cronograma de desligamento da TV analógica em 2018 para algumas regiões metropolitanas e faz algumas alterações nas especificações de interatividade da caixa a serem distribuídas aos beneficiários do Bolsa Família, prevendo apenas uma versão mais simples do Ginga. Além disso, a portaria coloca um prazo final para o desligamento analógico: 31 de dezembro de 2023, para as cidades que não tiverem desligamento previsto para data anterior.

 

 

Na questão das normas de interatividade, a nova portaria exige apenas as Normas ABNT NBR 15606-1, 15606- 2 e 15606-3. Até então, a exigência abarcava ainda as normas 15606- 4 e 15606-6.

Em relação à data final, ficou previsto que “nos Municípios não listados nos cronogramas constantes dos Anexos IV, V e VI, o desligamento da transmissão analógica deverá ocorrer até 31 de dezembro de 2023”.

Em relação à lista de cidades que terão seu desligamento em 31 de dezembro de 2018, o cronograma ficou assim:

Data do desligamento: 31/01/2018

*Agrupamento: Curitiba/PR

Municípios do estado do Paraná: Almirante Tamandaré, Araucária, Balsa Nova, Bocaiúva do Sul, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Campo Magro, Carambeí, Colombo, Contenda, Curitiba, Fazenda Rio Grande, Guaratuba, Imbituva, Itaperuçu, Lapa, Mandirituba, Palmeira, Pinhais, Piraquara, Ponta Grossa, Quatro Barras, Rio Branco do Sul, São José dos Pinhais, Teixeira Soares, Tijucas do Sul, Tunas do Paraná.

*Agrupamento: Porto Alegre/RS

Municípios do estado do Rio Grande do Sul: Alto Feliz, Alvorada, Araricá, Arroio do Meio, Arroio dos Ratos, Balneário Pinhal, Barão, Barão do Triunfo, Barra do Ribeiro, Bento Gonçalves, Boa Vista do Sul, Bom Retiro do Sul, Brochier, Butiá, Cachoeirinha, Campestre da Serra, Campo Bom, Canela, Canoas, Capela de Santana, Capivari do Sul, Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Charqueadas, Cidreira, Colinas, Dois Irmãos, Eldorado do Sul, Estância Velha, Esteio, Estrela, Farroupilha, Fazenda Vilanova, Feliz, Flores da Cunha, Garibaldi, General Câmara, Glorinha, Gramado, Gravataí, Guaí- ba, Harmonia, Igrejinha, Imbé, Imigrante, Ivoti, Lajeado, Linha Nova, Monte Belo do Sul, Montenegro, Morro Reuter, Nova Petrópolis, Nova Roma do Sul, Nova Santa Rita, Novo Hamburgo, Osório, Palmares do Sul, Pareci Novo, Parobé, Paverama, Picada Café, Portão, Porto Alegre, Presidente Lucena, Rolante, Santo Antônio da Patrulha, São Francisco de Paula, São Jerônimo, São José do Hortêncio, São José do Sul, São Leopoldo, São Marcos, São Sebastião do Caí, Sapiranga, Sapucaia do Sul, Tabaí, Tapes, Taquara, Taquari, Teutônia, Tramandaí, Três Coroas, Triunfo, Tupandi, Vale Real, Veranópolis, Viamão, Westfália, Xangri-Lá.

*Agrupamento: Florianópolis/SC

Municípios do estado de Santa Catarina: Biguaçu, Florianópolis, Palhoça, Paulo Lopes, São José.

Data do desligamento: 28/03/2018

*Agrupamento: São Luís/MA

Municípios do estado do Maranhão: Alcântara, Bacabeira, Bacurituba, Icatu, Paço do Lumiar, Raposa, Rosário, São Bento, São José de Ribamar, São Luís.

*Agrupamento: Bauru/SP

Municípios do estado de São Paulo: Agudos, Arealva, Avaí, Bauru, Borebi, Cabrália Paulista, Pirajuí, Piratininga, Presidente Alves.

*Agrupamento: Presidente Prudente/SP

Municípios do estado de São Paulo: Alfredo Marcondes, Álvares Machado, Anhumas, Caiabu, Dracena, Emilianópolis, Flora Rica, Indiana, Irapuru, Junqueirópolis, Martinópolis, Mirante do Paranapanema, Narandiba, Piquerobi, Pirapozinho, Presidente Bernardes, Presidente Prudente, Presidente Venceslau, Regente Feijó, Ribeirão dos Índios, Santo Anastácio, Santo Expedito, Tarabai

*Agrupamento: São José do Rio Preto/SP

Municípios do estado de São Paulo: Adolfo, Altair, Bady Bassitt, Bálsamo, Cedral, Guapiaçu, Ipiguá, Jaci, José Bonifácio, Mendonça, Mirassol, Mirassolândia, Neves Paulista, Nova Aliança, Nova Granada, Onda Verde, Palestina, Potirendaba, Sales, São José do Rio Preto, Ubarana.

Data do desligamento: 30/05/2018

*Agrupamento: Maceió/AL

Municípios do estado de Alagoas: Atalaia, Barra de Santo Antônio, Barra de São Miguel, Coqueiro Seco, Maceió, Marechal Deodoro, Messias, Paripueira, Pilar, Rio Largo, Santa Luzia do Norte, São Miguel dos Campos, Satuba.

*Agrupamento: Manaus/AM

Municípios do estado do Amazonas: Careiro da Várzea, Iranduba, Manaus.

*Agrupamento: Belém/PA

Municípios do estado do Pará: Ananindeua, Barcarena, Belém, Benevides, Bujaru, Cachoeira do Arari, Colares, Marituba, Ponta de Pedras, Santa Bárbara do Pará, Santa Isabel do Pará, Santo Antônio do Tauá.

*Agrupamento: João Pessoa/PB

Municípios do estado da Paraíba: Alhandra, Bayeux, Cabedelo, Conde, Cruz do Espírito Santo, João Pessoa, Lucena, Marcação, Mari, Riachão do Poço, Santa Rita, Sapé, Sobrado.

*Agrupamento: Teresina/PI

Municípios do estado do Maranhão: Timon.

Municípios do estado do Piauí: Demerval Lobão, Lagoa do Piauí, Nazária, Teresina.

*Agrupamento: Natal/RN

Municípios do estado do Rio Grande do Norte: Arês, Brejinho, Ceará-Mirim, Extremoz, Ielmo Marinho, Lagoa de Pedras, Lagoa Salgada, Macaíba, Maxaranguape, Monte Alegre, Natal, Nísia Floresta, Parnamirim, Poço Branco, Riachuelo, Rio do Fogo, Santa Maria, São Gonçalo do Amarante, São José de Mipibu, São Pedro, Senador Georgino Avelino, Serra de São Bento, Taipu, Tibau do Sul, Vera Cruz, Vila Flor.

*Agrupamento: Aracaju/SE

Municípios do estado de Sergipe: Aracaju, Areia Branca, Barra dos Coqueiros, Divina Pastora, Itabaiana, Itaporanga D’Ajuda, Laranjeiras, Malhador, Maruim, Nossa Senhora do Socorro, Pirambu, Riachuelo, Rosário do Catete, Santa Rosa de Lima, Santo Amaro das Brotas, São Cristóvão, Siriri.

Data do desligamento: 28/11/2018

*Agrupamento: Rio Branco/AC

Municípios do estado do Acre: Bujari, Rio Branco, Senador Guiomard.

*Agrupamento: Macapá/AP

Municípios do estado do Amapá: Macapá, Mazagão, Santana.

*Agrupamento: Campo Grande/MS

Municípios do estado do Mato Grosso do Sul: Campo Grande, Terenos.

*Agrupamento: Cuiabá/MT

Municípios do estado do Mato Grosso: Acorizal, Cuiabá, Jangada, Nossa Senhora do Livramento, Santo Antônio do Leverger, Várzea Grande.

*Agrupamento: Paraná (Oeste do Estado)

Municípios do estado do Paraná: Alto Paraíso, Alto Piquiri, Amaporã, Ângulo, Apucarana, Arapongas, Araruna, Assaí, Assis Chateaubriand, Astorga, Atalaia, Bela Vista do Paraíso, Bom Sucesso, Braganei, Brasilândia do Sul, Cafezal do Sul, Califórnia, Cambé, Cambira, Campo Mourão, Cascavel, Cianorte, Corbélia, Cornélio Procópio, Corumbataí do Sul, Cruzeiro do Oeste, Cruzeiro do Sul, Diamante D’Oeste, Douradina, Doutor Camargo, Engenheiro Beltrão, Entre Rios do Oeste, Fenix, Floraí, Floresta, Florestópolis, Flórida, Foz do Iguaçu, Francisco Alves, Guairaçá, Guaporema, Ibema, Ibiporã, Iguaraçu, Indianópolis, Iporã, Iracema do Oeste, Itaipulândia, Itambé, Ivaté, Ivatuba, Jandaia do Sul, Japurá, Jataizinho, Jesuítas, Jussara, Leópolis, Londrina, Luiziana, Mandaguaçu, Mandaguari, Maria Helena, Marialva, Marilândia do Sul, Mariluz, Maringá, Maripá, Marumbi, Matelândia, Mauá da Serra, Medianeira, Mercedes, Mirador, Missal, Moreira Sales, Munhoz de Melo, Nova Aliança do Ivaí, Nova América da Colina, Nova Aurora, Nova Esperança, Nova Olímpia, Nova Santa Bárbara, Nova Santa Rosa, Novo Itacolomi, Ourizona, Ouro Verde do Oeste, Paiçandu, Paranavaí, Pato Bragado, Peabiru, Perobal, Pérola, Pitangueiras, Planaltina do Paraná, Prado Ferreira, Presidente Castelo Branco, Quatro Pontes, Ramilândia, Rancho Alegre, Rolândia, Rondon, Sabáudia, Santa Cecília do Pavão, Santa Tereza do Oeste, Santa Terezinha de Itaipu, São Jerônimo da Serra, São Jorge do Ivaí, São José das Palmeiras, São Manoel do Paraná, São Miguel do Iguaçu, São Pedro do Iguaçu, São Sebastião da Amoreira, São Tomé, Sarandi, Serranópolis do Iguaçu, Sertaneja, Sertanópolis, Tamboara, Tapejara, Terra Rica, Toledo, Tuneiras do Oeste, Tupãssi, Umuarama, Uniflor, Uraí, Vera Cruz do Oeste, Xambrê.

*Agrupamento: Rio de Janeiro (interior)

Municípios do estado do Rio de Janeiro: Angra dos Reis, Aperibé, Araruama, Areal, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Barra do Piraí, Barra Mansa, Cabo Frio, Cachoeiras de Macacu, Cambuci, Campos dos Goytacazes, Carapebus, Cardoso Moreira, Carmo, Comendador Levy Gasparian, Engenheiro Paulo de Frontin, Iguaba Grande, Italva, Itaperuna, Itatiaia, Laje do Muriaé, Macaé, Macuco, Mangaratiba, Mendes, Miguel Pereira, Miracema, Nova Friburgo, Paracambi, Paraíba do Sul, Parati, Paty do Alferes, Pinheiral, Piraí, Porto Real, Quatis, Resende, Rio Bonito, Rio Claro, Rio das Flores, Rio das Ostras, Santo Antônio de Pádua, São Fidélis, São Francisco de Itabapoana, São João da Barra, São José de Ubá, São José do Vale do Rio Preto, São Pedro da Aldeia, São Sebastião do Alto, Sapucaia, Saquarema, Silva Jardim, Teresópolis, Três Rios, Valença, Varre-Sai, Vassouras, Volta Redonda.

*Agrupamento: Rio Grande do Sul (Sul do Estado)

Municípios do estado do Rio Grande do Sul: Canguçu, Capão do Leão, Cerrito, Morro Redondo, Pedro Osório, Pelotas, Rio Grande, São José do Norte, São Lourenço do Sul, Turuçu.

*Agrupamento: Porto Velho/RO

Municípios do estado de Rondônia: Candeias do Jamari, Porto Velho.

*Agrupamento: Boa Vista/RR

Municípios do estado de Roraima: Boa Vista, Cantá.

*Agrupamento: São Paulo (interior)

Municípios do estado de São Paulo: Adamantina, Águas de Lindóia, Águas de Santa Bárbara, Alambari, Alto Alegre, Álvares Florence, Álvaro de Carvalho, Alvinlândia, Américo Brasiliense, Américo de Campos, Analândia, Andradina, Angatuba, Anhembi, Aparecida D’Oeste, Apiaí, Araçatuba, Arandu, Arapeí, Araraquara, Arco-Íris, Areias, Areiópolis, Ariranha, Aspásia, Assis, Auriflama, Avanhandava, Avaré, Balbinos, Bananal, Barão de Antonina, Barbosa, Bariri, Barra Bonita, Barra do Chapéu, Barra do Turvo, Bastos, Bebedouro, Bento de Abreu, Bernardino de Campos, Bilac, Birigui, Boa Esperança do Sul, Bocaina, Bofete, Bom Jesus dos Perdões, Bom Sucesso de Itararé, Borá, Boracéia, Borborema, Botucatu, Braúna, Brejo Alegre, Brotas, Buri, Buritama, Caconde, Cafelândia, Caiuá, Cajati, Cajobi, Cajuru, Campina do Monte Alegre, Campos Novos Paulista, Cananéia, Cândido Mota, Cândido Rodrigues, Canitar, Capão Bonito, Caraguatatuba, Cardoso, Casa Branca, Cássia dos Coqueiros, Castilho, Catanduva, Catiguá, Cerqueira César, Cesário Lange, Chavantes, Clementina, Conchas, Coroados, Coronel Macedo, Corumbataí, Cosmorama, Cruzália, Cunha, Descalvado, Dirce Reis, Divinolândia, Dobrada, Dois Córregos, Dolcinópolis, Dourado, Duartina, Dumont, Echaporã, Eldorado, Elisiário, Embaúba, Espírito Santo do Turvo, Estrela do Norte, Estrela D’Oeste, Euclides da Cunha Paulista, Fartura, Fernando Prestes, Fernandópolis, Fernão, Floreal, Fló- rida Paulista, Florínia, Gabriel Monteiro, Gália, Garça, Gastão Vidigal, Gavião Peixoto, General Salgado, Getulina, Glicério, Guaiçara, Guaimbê, Guapiara, Guaraçaí, Guaraci, Guarani D’Oeste, Guarantã, Guararapes, Guareí, Guariba, Guatapará, Guzolândia, Herculândia, Iacanga, Iacri, Iaras, Ibaté, Ibirá, Ibirarema, Ibitinga, Icém, Iepê, Igaraçu do Tietê, Iguape, Ilha Comprida, Ilha Solteira, Ilhabela, Indiaporã, Inúbia Paulista, Ipaussu, Iporanga, Irapuã, Itaberá, Itaí, Itajobi, Itaju, Itaóca, Itapetininga, Itapeva, Itapirapuã Paulista, Itápolis, Itaporanga, Itapuí, Itapura, Itararé, Itariri, Itatinga, Itirapina, Jacupiranga, Jales, Jambeiro, Jaú, Joanópolis, João Ramalho, Júlio Mesquita, Juquiá, Juquitiba, Lagoinha, Laranjal Paulista, Lavínia, Lavrinhas, Lençóis Paulista, Lindóia, Lins, Lourdes, Lucélia, Lucianópolis, Luiziânia, Lupércio, Lutécia, Macatuba, Macaubal, Macedônia, Magda, Manduri, Marabá Paulista, Maracaí, Marapoama, Mariápolis, Marília, Marinópolis, Matão, Meridiano, Mesópolis, Mineiros do Tietê, Mira Estrela, Miracatu, Mirandópolis, Mococa, Mon- ções, Monte Alegre do Sul, Monte Alto, Monte Aprazível, Monte Azul Paulista, Monte Castelo, Monteiro Lobato, Morungaba, Motuca, Murutinga do Sul, Nantes, Natividade da Serra, Nazaré Paulista, Nhandeara, Nipoã, Nova Campina, Nova Canaã Paulista, Nova Castilho, Nova Europa, Nova Guataporanga, Nova Independência, Nova Luzitânia, Novais, Novo Horizonte, Ocauçu, Óleo, Olímpia, Oriente, Orindiúva, Oscar Bressane, Osvaldo Cruz, Ourinhos, Ouro Verde, Ouroeste, Pacaembu, Palmares Paulista, Palmeira D’Oeste, Palmital, Panorama, Paraguaçu Paulista, Paraibuna, Paraíso, Paranapanema, Paranapuã, Parapuã, Pardinho, Pariquera-Açu, Parisi, Paulicéia, Paulistânia, Paulo de Faria, Pederneiras, Pedra Bela, Pedranópolis, Pedrinhas Paulista, Pedro de Toledo, Penápolis, Pereira Barreto, Pereiras, Piacatu, Pilar do Sul, Pindorama, Pinhalzinho, Piracaia, Piraju, Pirangi, Planalto, Platina, Poloni, Pompéia, Pongaí, Pontalinda, Pontes Gestal, Populina, Porangaba, Pracinha, Pradópolis, Pratânia, Presidente Epitácio, Promissão, Quadra, Quatá, Queiroz, Queluz, Quintana, Rancharia, Redenção da Serra, Reginópolis, Registro, Ribeira, Ribeirão Bonito, Ribeirão Branco, Ribeirão do Sul, Ribeirão Grande, Rincão, Rinópolis, Riolândia, Riversul, Rosana, Rubiácea, Rubinéia, Sabino, Sagres, Salmourão, Salto Grande, Sandovalina, Santa Adélia, Santa Albertina, Santa Branca, Santa Clara D’Oeste, Santa Cruz das Palmeiras, Santa Cruz do Rio Pardo, Santa Ernestina, Santa Fé do Sul, Santa Lúcia, Santa Mercedes, Santa Rita D’Oeste, Santa Rosa de Viterbo, Santa Salete, Santana da Ponte Pensa, Santo Antônio do Aracanguá, Santo Antônio do Jardim, Santo Antônio do Pinhal, Santópolis do Aguapeí, São Bento do Sapucaí, São Carlos, São Francisco, São João das Duas Pontes, São João de Iracema, São João do Pau D’Alho, São José do Barreiro, São José do Rio Pardo, São Luís do Paraitinga, São Manuel, São Miguel Arcanjo, São Pedro do Turvo, São Sebastião, São Sebastião da Grama, Sarapuí, Sarutaiá, Sebastianópolis do Sul, Sete Barras, Severínia, Silveiras, Sud Mennucci, Suzanápolis, Tabapuã, Tabatinga, Taciba, Taguaí, Taiaçu, Taiúva, Tanabi, Tapiratiba, Taquaritinga, Taquarituba, Taquarivaí, Tarumã, Tejupá, Teodoro Sampaio, Terra Roxa, Timburi, Torre de Pedra, Trabiju, Três Fronteiras, Tuiuti, Tupã, Tupi Paulista, Turiúba, Turmalina, Ubatuba, Ubirajara, Uchoa, União Paulista, Urânia, Uru, Urupês, Valentim Gentil, Valparaíso, Vargem, Vera Cruz, Viradouro, Vista Alegre do Alto, Vitória Brasil, Votuporanga, Zacarias.

*Agrupamento: Palmas/TO

Municípios do estado de Tocantins: Barrolândia, Palmas, Porto Nacional.

Data do desligamento: 05/12/2018

*Agrupamento: Feira de Santana/BA

Municípios do estado da Bahia: Amélia Rodrigues, Anguera, Antônio Cardoso, Cabaceiras do Paraguaçu, Conceição da Feira, Conceição do Jacuípe, Coração de Maria, Feira de Santana, Governador Mangabeira, Ipecaetá, Irará, Ouriçangas, Pedrão, Santanópolis, Santo Estêvão, São Gonçalo dos Campos, Teodoro Sampaio.

*Agrupamento: Vitória da Conquista/BA

Municípios do estado da Bahia: Barra do Choça, Vitória da Conquista.

*Agrupamento: Imperatriz/MA

Municípios do estado do Maranhão: Davinópolis, Governador Edison Lobão, Imperatriz, João Lisboa, Senador La Rocque.

*Agrupamento: Governador Valadares/MG

Municípios do estado de Minas Gerais: Alpercata, Governador Valadares, Periquito.

*Agrupamento: Juiz de Fora/MG

Municípios do estado de Minas Gerais: Juiz de Fora, Matias Barbosa.

*Agrupamento: Uberaba/MG

Municípios do estado de Minas Gerais: Água Comprida, Uberaba.

*Agrupamento: Uberlândia/MG

Municípios do estado de Minas Gerais: Araguari, Indianó- polis, Uberlândia.

*Agrupamento: Dourados/MS

Municípios do estado de Mato Grosso do Sul: Caarapó, Deodápolis, Douradina, Dourados, Itaporã, Vicentina.

*Agrupamento: Rondonópolis/MT

Municípios do estado de Mato Grosso: Rondonópolis.

*Agrupamento: Marabá/PA

Municípios do estado do Pará: Marabá.

*Agrupamento: Campina Grande/PB Municípios do estado da Paraíba: Campina Grande, Caturité, Lagoa Seca, Massaranduba, Montadas, Puxinanã, São Sebastião de Lagoa de Roça.

*Agrupamento: Caruaru/PE

Municípios do estado de Pernambuco: Bezerros, Caruaru, São Caitano.

*Agrupamento: Petrolina/PE

Municípios do estado da Bahia: Juazeiro, Sobradinho.

Município do estado de Pernambuco: Petrolina.

*Agrupamento: Parnaíba/PI

Municípios do estado do Maranhão: Araioses.

Municípios do estado do Piauí: Ilha Grande, Parnaíba.

*Agrupamento: Mossoró/RN

Municípios do Rio Grande do Norte: Mossoró.

*Agrupamento: Santa Maria/RS

Municípios do Rio Grande do Sul: Dilermando de Aguiar, Formigueiro, Itaara, Santa Maria, São Martinho da Serra, São Pedro do Sul, São Sepé, Silveira Martins.

*Agrupamento: Blumenau/SC

Municípios do estado de Santa Catarina: Blumenau, Gaspar, Indaial, Luiz Alves, Pomerode. Agrupamento: Jaraguá do Sul/SC Municípios do estado de Santa Catarina: Guaramirim, Jaraguá do Sul, Massaranduba, Schroeder.

*Agrupamento: Joinville/SC

Municípios do estado de Santa Catarina: Araquari, Balneário Barra do Sul, Joinville, São Francisco do Sul

Fonte: Tela Viva

Tagged with:
Sep 13

Switch-off: Portaria detalha novo cronograma da TV Digital com 989 cidades

switch-off, TV analógica, TV digital Comments Off on Switch-off: Portaria detalha novo cronograma da TV Digital com 989 cidades

O Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações publicou nesta segunda, 29/8, no Diário Oficial da União, as mudanças no conversor/receptor que será distribuídos aos brasileiros mais pobres, além do detalhamento do novo cronograma de desligamento, que no todo vai abranger apenas 989 municípios no país – nos demais, não há mais prazo para que isso aconteça.

Como definido pelo grupo de operadoras móveis, emissoras de televisão e governo que coordena o processo de transição, o conversor – que permite que os sinais digitais sejam captados mesmo por televisores analógicos – teve sua configuração prejudicada, fruto da pressão das teles e TVs comerciais para reduzir custos com esses equipamentos.

A nova Portaria (3.493) é fruto do rearranjo pelo qual a transição do sistema analógico para digital vai se concentrar nos grandes centros e em cidades próximas a eles. Como resultado, no lugar dos 5.570 municípios do país, o processo só vai se dar em 989 deles. Nos demais, sem interesse econômico para as emissoras comerciais, não há mais previsão de transmissão digital de televisão.

O documento complementa a Portaria 378, que em janeiro deste 2016 já indicava o acordo sobre essas alterações. Além de 26 municípios listados então para desligamento analógico entre 2016 e 2017, a nova Portaria inclui mais 963 onde os sinais analógicos deixarão de ser transmitidos ao longo de 2018.

Fonte: FNDC

Tagged with:
preload preload preload