Apr 11

Middleware: Empresas buscam consolidação para aproveitar mercado de middleware para TVs

middlewares Comments Off on Middleware: Empresas buscam consolidação para aproveitar mercado de middleware para TVs

Uma movimentação do mercado mostra uma tendência de consolidação das empresas que apostam em middleware para TVs, conforme aponta estudo da ABI Research divulgado nesta sexta-feira, 5. Os indícios são notáveis: recentemente, a Cisco comprou a israelense NDS, enquanto a Arris adquiriu a área Motorola Home, que era do Google. Por outro lado, fortes rumores no mercado afirmam que o Mediaroom Group, da Microsoft, está na mira da Ericsson.

Segundo o estudo, 80% da receita nos mercados de middleware, serviço de acesso condicionado (CAS, na sigla em inglês) e gerenciamento de direitos digitais (DRM) vêm de companhias com soluções fim-a-fim. Os maiores mercados são a Cisco/NDS, Nagra, Microsoft, Motorola Home e Rovi, que juntas representam 70% de participação no setor. A previsão da ABI é de que o mercado de middleware continue em fase de consolidação, com empresas de software e hardware se unindo para oferecer uma abordagem mais orientada a serviços.

Tanto é que os rumores de aquisição do Mediaroom (plataforma utilizada pela solução de IPTV da Telefônica/Vivo e da Oi no Brasil) por parte da Ericsson só ganham força. A companhia sueca anunciou na quinta-feira a criação da divisão de Serviços de Transmissão (Broadcast Services), que aproveita a aquisição da Technicolor no ano passado para criar um portfólio de serviços para “a nova geração de TV anywhere”.

A Ericsson deverá ainda anunciar neste final de semana durante a NAB Show 2013 em Las Vegas, EUA, um contrato com uma rede de TV paga (cabo e DTH) dos Estados Unidos para gerenciar serviços de playout nos países nórdicos e uma solução ponta-a-ponta para TV ao vivo e catchu-up TV. Não há nada oficial em relação a uma possível transação com a Microsoft, mas não seria de se estranhar uma movimentação da empresa nesta direção.

Fonte: Tele Time

Tagged with:
Nov 06


GingaMobile: O que é?

GingaMobile é uma implementação protótipo do middleware Ginga, adotado como padrão no Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD), para dispositivos móveis baseados na plataforma Android realizada pelo Laboratório de Pesquisa em Redes e Multimídia (LPRM) da Universidade Federal do Espírito Santo.

Por quê?

Assistir televisão em dispositivos portáteis, em especial smartphones, é uma aplicação em potencial crescimento. Em alguns países, por exemplo no Japão, os usuários têm assistido mais televisão nos seus dispositivos portáteis do que nas próprias casas. Hoje já existem no Brasil dispositivos portáteis que permitem a recepção do sinal de TV digital. No entanto, poucos fabricantes têm equipado seus dispositivos com o Ginga, middleware adotado como padrão de interatividade pelo SBTVD.

Acreditamos que dispositivos móveis e portáteis tendem a ser um modelo interessante para TVD interativa, pela própria característica dos aplicativos interativos com os quais os usuários já estão acostumados, mas também devido a popularidade e a adoção massiva ocorrida nos últimos anos. Por estas razões, é preciso desenvolver middleware(s) em dispositivos portáteis para sistemas abertos para serem amplamente estudados pela comunidade acadêmica, mas também permitindo que desenvolvedores independentes e interessados possam contribuir livremente.

Por se tratar de uma plataforma de código aberto e não vinculada à algum fabricante específico, o sistema Android foi escolhido como plataforma para implementar este protótipo de modo a permitir a execução de conteúdo multimidia interativo, i.e., executar aplicações NCL para esta classe de dispositivos, bem como efetuar avaliações de desempenho preliminares do protótipo sobre a plataforma.

Para maior entendimento do projeto e de objetivos já alcançados, recomendamos a leitura do seguinte artigo:

PDF “Ginga-NCL em Dispositivos Portáteis: Uma Implementação para a Plataforma Android”
G. Daher, G. Nogueira, F. Fabris, G. Comarela, M. Martinello, J. Gonçalves
Simpósio Brasileiro de Sistemas Multimídia e Web – Webmedia 2010

Limitações

Por ser um protótipo, esta implementação não contempla todas as funcionalidades previstas pelas normas do SBTVD. Em particular, é preciso ressaltar que a máquina de apresentação Lua ainda não está implementada e que transições não são suportadas.

No entanto, aplicações puramente NCL são suportadas e algumas aplicações de exemplo serão disponibilizadas para download em breve.

Download

Para baixar os arquivos, é solicitado que preencha um formulário, para que saibam o interesse das pessoas neste trabalho. Os links para download encontram-se logo após o formulário que pode ser baixado no seguinte endereço http://gingamobile.lprm.inf.ufes.br/.

Tagged with:
Oct 20

Segunda entrega do MOStvd: Middleware da TV Digital Implementado pela Comunidade

middlewares Comments Off on Segunda entrega do MOStvd: Middleware da TV Digital Implementado pela Comunidade

A Overmedia Networks e a Dígito anunciam a liberação da versão alpha 2 do MOStvd, um middleware construído pela própria comunidade. A entrega acontece exatamente 30 dias após a liberação da primeira versão, e a grande novidade é a implementação dos planos gráfico e de vídeo, onde agora é possível renderizar componentes LWUIT com transparência sobre um vídeo em execução no plano de fundo.

Vejam mais em:
http://www.overmedianetworks.com.br/noticia-overmedia-mostvd-alpha2.html

Tagged with:
preload preload preload