Sep 13

O Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações publicou nesta segunda, 29/8, no Diário Oficial da União, as mudanças no conversor/receptor que será distribuídos aos brasileiros mais pobres, além do detalhamento do novo cronograma de desligamento, que no todo vai abranger apenas 989 municípios no país – nos demais, não há mais prazo para que isso aconteça.

Como definido pelo grupo de operadoras móveis, emissoras de televisão e governo que coordena o processo de transição, o conversor – que permite que os sinais digitais sejam captados mesmo por televisores analógicos – teve sua configuração prejudicada, fruto da pressão das teles e TVs comerciais para reduzir custos com esses equipamentos.

A nova Portaria (3.493) é fruto do rearranjo pelo qual a transição do sistema analógico para digital vai se concentrar nos grandes centros e em cidades próximas a eles. Como resultado, no lugar dos 5.570 municípios do país, o processo só vai se dar em 989 deles. Nos demais, sem interesse econômico para as emissoras comerciais, não há mais previsão de transmissão digital de televisão.

O documento complementa a Portaria 378, que em janeiro deste 2016 já indicava o acordo sobre essas alterações. Além de 26 municípios listados então para desligamento analógico entre 2016 e 2017, a nova Portaria inclui mais 963 onde os sinais analógicos deixarão de ser transmitidos ao longo de 2018.

Fonte: FNDC



Gostou? Compartilhe!!!

Comments are closed.

preload preload preload