Nov 21

Entre 90% e 92% das residências de Brasília e dos nove municípios de seu entorno estão prontos para receber apenas os sinais digitais de televisão. É o que diz a nova pesquisa do Ibope, realizada ao longo dos dias 3 e 12 deste novembro e que será discutida por governo, Anatel, emissoras e teles em reunião nesta quinta, 17/11.

A data é o novo limite fixado para o desligamento dos sinais analógicos – inicialmente prevista para abril deste ano, depois empurrada para 26 de outubro e então novamente adiada para esta quinta, 17. Pela regra, o ‘apagão’ analógico exige 93% dos domicílios prontos, mas como a margem de erro é de 3 pontos percentuais, o grupo que coordena a transição, o Gired, considera 90% como sinal verde para o desligamento.

Os percentuais de 90% e 92% são apresentados porque há divergências internas sobre a metodologia adotada para a aferição desse grau de preparação das pessoas para a TV Digital. Já houve várias mudanças de critérios e um dos adotados é a indicação de existência de televisores de tela fina nas residências.

Mas enquanto teles, governo e Anatel acreditam que apenas 8% das casas com TVs de tela fina não estão efetivamente preparadas, as emissoras de TV temem que esse percentual seja maior e que 30% delas não estejam aptas a continuar assistindo televisão depois que os sinais analógicos forem desligados.

Como resultado, o Ibope, que faz as pesquisas, tem dois números. Um usa o deflator de 8%, o outro usa indicadores adicionais pedidos pelas emissoras. Daí que a pesquisa pelo critério das TVs indica que 90% dos domicílios estão prontos, enquanto o outro critério deu 92%. É a chancela para o desligamento total neste 17/11. No fim de outubro, as emissoras comerciais preferiram não arriscar – apenas as públicas como TV Senado, Câmara e Justiça topavam ir em frente com o cronograma.

Fonte: Convergência Digital



Gostou? Compartilhe!!!

Comments are closed.

preload preload preload