Sep 25

Ginga-C: ABNT abre consulta pública sobre o Ginga C

abnt, notícia, videos Comments Off on Ginga-C: ABNT abre consulta pública sobre o Ginga C

Middleware que vai fazer parte de conversor da TV digital terá mais interatividade

A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) abriu consulta pública nesta semana sobre as especificações técnicas do Ginga C, middleware nacional que permite a interatividade na TV digital. As contribuições poderão ser feitas no prazo de 30 dias pelo site da ABNT.

A nova versão do Ginga vai ser incorporada ao conversor de TV que será distribuído aos beneficiários do Programa Bolsa Família, durante a transição do sistema de TV analógico para o digital no Brasil. Em relação às versões anteriores, o Ginga C vai ter suporte para reprodução de vídeos e ainda vai possibilitar o acesso à internet via porta USB.

Assistindo futebol em uma smart tv com ginga-c

Assistindo futebol em uma smart tv com ginga-c

“No Ginga C, existe a possibilidade do usuário armazenar mídias que podem ser rodadas a partir da memória. O Ginga A não permitia vídeos, o Ginga B permitia vídeos no formato MPEG1 e o Ginga C permite que vídeos possam ser armazenados e tocados em alta definição”, explica o gestor do Projeto de Implantação da TV Digital no Brasil, William Zambelli.

A intenção do governo é ampliar a interatividade e permitir que as famílias de baixa renda acessem aplicativos e também serviços de governo eletrônico pelo middleware.

Para implementar as novas especificações técnicas do Ginga, a consulta pública da ABNT propõe emendas às Normas ABNT 15606-1, ABNT 15606-2, ABNT 15606-3 e ABNT 15606-4. O objetivo dessas propostas é prever os requisitos do perfil C de receptor, fornecer às empresas de software referências normativas para a produção do Ginga C e de conversores com perfil avançado e garantir a interoperabilidade dos dispositivos de recepção.

As mudanças no middleware foram aprovadas pelo Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (SBTVD), entidade que congrega radiodifusores, comunidade acadêmica e indústria.

O desligamento do sinal analógico de TV vai ocorrer em todo o país de forma progressiva entre 2016 e 2018. A mudança também depende de que em cada cidade pelo menos 93% dos domicílios estejam aptos a receber o sinal digital. Neste ano, haverá um teste-piloto na cidade goiana de Rio Verde para testar a transição do sistema analógico para o digital.

Acesse aqui as normas http://www.abnt.org.br/pesquisas/?searchword=15606&x=0&y=0

Veja também



Fonte: Ministério das Comunicações

Tagged with:
Oct 11

Consulta sobre o Ginga na TV digital ganha mais tempo e vai até 20-10-2011

abnt, notícia Comments Off on Consulta sobre o Ginga na TV digital ganha mais tempo e vai até 20-10-2011

A proposta de mudança do PPB recebe contribuições até o dia 20

Os ministérios do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTi) prorrogaram por mais 15 dias a consulta pública que entre outros muda o processo produtivo básico (PPB) dos aparelhos de TV LCD para tornar obrigatória a inclusão do middleware nacional, o Ginga.

A consulta estará aberta a contribuições até o dia 20 de outubro. A proposta estabelece que a partir de janeiro de 2012, 75% dos televisores com tela de cristal líquido (LCD) devem vir com o middleware nacional e todos os televisores terão que trazer o software embargado a partir de 2013.

O documento mexe também com as TVs conectadas e estabele que todos os modelos de televisores que disponibilizarem suporte a conectividade IP deverão implementar o middleware, e não poderão restringir o acesso de suas aplicações. Ou seja, a interativade da TV aberta não poderá ser proibida de ser acessada pelas TVs fechadas.

Lembrando que:

A mensagem de manifesto deve mencionar o “ apoio ao texto do item 2 da Proposta 062/11 da Consulta Pública 08, de 19 de setembro de 2011”.

É importante que a mensagem saliente a importância do Ginga para o país.

A carta de manifestação deve ser encaminhada por correspondência ao MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR, Esplanada dos Ministérios, Bloco J, Sala 518, 5º andar, Brasília – DF, CEP: 70053-900, ou por fax (61-2027-7097) ou por e-mail (cgice@mdic.gov.br).

Um parágrafo simples e objetivo é mais que suficiente para manifestar o seu apoio.

Fonte: FNDC

Tagged with:
Sep 28

Como boa parte de vocês já devem estar cientes, saiu a Consulta Pública sobre a obrigatoriedade do Ginga (disponível em: http://www.mdic.gov.br/portalmdic/arquivos/dwnl_1317060321.pdf).

Infelizmente, o prazo para manifestações é curto e se encerra no dia 04/10. Esperamos que todos possam manifestar o seu apoio.

A mensagem de manifesto deve mencionar o “ apoio ao texto do item 2 da Proposta 062/11 da Consulta Pública 08, de 19 de setembro de 2011”.

É importante que a mensagem saliente a importância do Ginga para o país.

A carta de manifestação deve ser encaminhada por correspondência ao MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR, Esplanada dos Ministérios, Bloco J, Sala 518, 5º andar, Brasília – DF, CEP: 70053-900, ou por  fax (61-2027-7097) ou por e-mail (cgice@mdic.gov.br).

Um parágrafo simples e objetivo é mais que suficiente para manifestar o seu apoio.

Fonte: Comunidade Ginga

Tagged with:
Apr 25

Guia de operações NCL foi publicado pela ABNT

abnt, notícia Comments Off on Guia de operações NCL foi publicado pela ABNT

A norma que especifica o guia de operações que contempla a parte NCL do middleware brasileiro de TV digital aberta foi publicada pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). A documentação, cuja função é dar suporte à implementação do sistema em dispositivos full-seg (televisores digitais) e one-seg (receptores portáteis e móveis) e promover um ambiente comum para desenvolvedores de aplicações interativas, é válida desde 21 de abril.

O ambiente NCL do middleware é responsável pela parte declarativa do sistema, voltada para a produção de conteúdos hipermídia. Há uma segunda parte, a linguagem procedural, baseada em linguagem Java, que ainda não foi normatizada. Um módulo técnico do Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre, coordenado por Ana Eliza Faria e Silva, vem trabalhando na elaboração e publicação dos documentos que referenciam a parte Java. Esta nova documentação deve ser encaminhada para consulta pública nos próximos meses, para então ser publicada pela ABNT.

Fonte: Tela Viva

Tagged with:
Nov 11

Na reunião encerrada em 29 de outubro de 2010, foram aprovadas pela UIT (União Internacional de Telecomunicações – organismo vinculado à ONU para as tecnologias de comunicação de informação) a revisão da Recomendação ITU-R BT. 1722, que diz respeito à harmonização de formatos para aplicações de TV interativa, e uma nova Recomendação sobre arquitetura de middleware para TV digital (ainda sem número). Com a decisão, todas as normas padronziadas para a TV digital brasileira passam a ser reconhecidas pelo organismo.

As aprovações finalizam um processo que se estendeu por pouco mais de dois anos e que além do Módulo Técnico do Fórum SBTVD também contou com a participação ativa de representantes da Anatel e da ABNT.

Ana Eliza Faria e Silva, membro do Fórum e coordenadora do módulo técnico da entidade, destacou a importância das recentes aprovações que incluem o middleware brasileiro entre as alternativas tecnológicas para TV Digital e equiparam o JavaDTV ao GEM (Globally Executable MHP).

Segundo ela, o processo só foi concluído devido aos esforços dos diversos organismos brasileiros envolvidos na questão, uma vez que até o início da transmissão digital no País, nenhuma entidade de padronização brasileira havia sido qualificada para a citação e referência em recomendações da UIT. “Este êxito é conseqüência de um longo trabalho levado a cabo pelo Fórum SBTVD, ABNT e Anatel, e mais um passo dado para a consolidação internacional do padrão ISDB”, analisou.

Para Frederico Nogueira, presidente do Fórum, a aprovação de ambas as recomendações junto às anteriores inserem o País num novo cenário, em que deixa de ser apenas consumidor para assumir a posição de produtor. “Hoje nós somos oficialmente produtores de tecnologia, fato que beneficiará a indústria brasileira e as instituições de ensino ligadas ao setor, bem como a sociedade num todo”, concluiu.

Fonte: Forum SBTVD

Tagged with:
Apr 29

ABNT publica normas complementares da interatividade na TV aberta

abnt Comments Off on ABNT publica normas complementares da interatividade na TV aberta

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) publicou esta semana a Norma ABNT NBR 15606-4 e uma atualização da norma ABNT NBR 15606-1, elaboradas pelo Módulo Técnico do Fórum Brasileiro do Sistema de TV Digital Terrestre (Fórum SBTVD).

As aprovações complementam as especificações da interatividade brasileira, que já permitiam o desenvolvimento de receptores 1-Seg interativos e agora passam a subsidiar também o desenvolvimento de receptores fixos (full-Seg).

O middleware brasileiro já havia recebido, em março, as aprovações da UIT, braço de telecomunicações da ONU, nas Recomendações J.200 e J.202, que passaram a incorporar a arquitetura do Ginga (J.200) e do Ginga-J (J.202).

Responsável pela interatividade do modelo brasileiro de TV digital, a tecnologia começa a ser introduzida nos novos televisores e demais dispositivos integrados com o sistema. A LG, por exemplo, lançou há cerca de um mês sua primeira linha de televisores integrados com interatividade, e, em breve, pretende colocar no mercado o primeiro modelo de celular com o recurso.

Fonte: Tela Viva

Tagged with:
Apr 16

ABNT publica normas de interatividade

abnt Comments Off on ABNT publica normas de interatividade

Já estão disponíveis desde ontem 15-04-10, no site da Associação Brasileira de Normas Técnicas, as normas ABNT NBR 15606-1:2007/Emenda e ABNT NBR 15606-4, que completam as especificações do Ginga, o middleware interativo criado no Brasil para uso nos conversores e televisores usados pelo Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD).

A aprovação e publicação das normas pela ABNT são pré-requisito para a que outras partes do Ginga, além do módulo NCL, sejam reconhecidas pela União Internacional de Telecomunicações -UIT, e a arquitetura do middleware brasileiro, harmonizada tecnicamente com a dos outros três padrões mundiais (o americano ATSC, o europeu DVB e o japonês ISDB), passe a ser adotada como estrutura modelo para “o padrão internacional” definido para UIT, capaz de garantir que aplicações criadas para qualquer um deles possam rodar bem em todos.

A publicação das normas por parte da ABNT dá início também a uma nova etapa do esforço de transformar a TV Digital em uma TV interativa: a de certificação de aparelhos e aplicações em conformidade com o padrão técnico estabelecido. O Fórum SBTVD, responsável por auxiliar a implantação do sistema de TV Digital no país, já trabalha na definição de uma suite de testes de conformidade que possa ser usada por todo o ecossistema.

Alguns produtos Ginga já começam a ser encontrados no mercado. As primeiras TVs com interatividade foram anunciadas no mês passado pela LG, que deve ser também a primeira a anunciar a disponibilidade de um aparelho celular interativo (o modelo Scarlet II). Quem acompanha os trabalhos do Fórum, garante que esses produtos estão em conformidade com as normas publicadas esta semana.

Sabe-se que outros grandes fabricantes de televisores e pequenos fabricantes de conversores já têm produtos praticamente prontos para serem lançados ainda este semestre. Se possível, antes do início da Copa do Mundo.

Fonte:IDG Now

Tagged with:
Apr 12

Ginga aprovado, atenção redobrada

abnt, ginga, notícia Comments Off on Ginga aprovado, atenção redobrada

Caros amigos da comunidade Ginga,

A boa notícia é que na semana passada foram aprovadas em consulta pública as Normas para o Ginga-J e sobre a definição das monomídias do Ginga. Agregadas ao padrão Ginga-NCL, aprovado desde 2007, agora o Ginga está COMPLETO, tanto para dispositivos fixos e móveis, quanto para dispositivos portáteis.

Alguns produtos Ginga já começam a sair no mercado e em breve outros deverão surgir. Infelizmente, não existe ainda uma certificação para tais produtos, o que deixa nós, os consumidores, apreensivos. Como parcela mais envolvida da sociedade nesse processo, nossa responsabilidade aumenta. Temos de ficar atentos para que os produtos do mercado sejam CONFORME às normas aprovadas. Não podemos deixar, DE FORMA ALGUMA, que haja uma INVERSÃO no processo, ou seja, que a Normas sejam adaptadas aos produtos. Vai haver essa pressão e temos de ficar atentos. Cabe a nós não deixarmos isso acontecer. Os produtos é que têm de ser conformes às Normas já aprovadas.

Vamos continuar a desenvolver nossas aplicações seguindo às Normas e exigir que os “produtos Ginga” lançados sejam capazes de as executarem corretamente. Não vamos cair na tentação de fazer aplicações que executem em algumas plataformas e em outras não. Se a aplicação está conforme a Norma, tem de executar em qualquer plataforma. Vamos denunciar quando isso não acontecer. Só assim estaremos protegendo o consumidor, garantindo a tecnologia desenvolvida no Brasil, garantindo os inúmeros empregos já gerados e exercendo nosso papel de cidadão.

Que a aprovação pública da interatividade no Sistema Brasileiro de TV Digital nos traga alegrias e sucesso, de fato.

Abraços em todos,

Prof. Luiz Fernando

Fonte: Comunidade Ginga

Tagged with:
Mar 24

Ginga, completo, é aprovado na UIT

abnt, ginga Comments Off on Ginga, completo, é aprovado na UIT

Trata-se de um fato histórico para a indústria global, que passa a dispor do middleware mais avançado do mundo, totalmente livre de royalties

A União Internacional de Telecomunicações -UIT, braço da ONU, aprovou uma revisão das Recomendações J.200 e J.202, as quais passam a incorporar a arquitetura do Ginga (J.200) e do Ginga-J (J.202).

Trata-se de um grande marco para o trabalho de padronização das inovações brasileiras da TV digital relacionadas ao Ginga. “Sem dúvida, essa é uma das maiores conquistas da engenharia brasileira na padronização internacional”, observa Ana Eliza Faria e Silva, coordenadora do Módulo de Promoção do Fórum SBTVD e uma das delegadas brasileiras junto à UIT.

Essa aprovação, em conjunto com a revisão do Ginga-NCL (J.201) feita em 2009, tornou todo o middleware brasileiro parte das Recomendações da UIT-T. Ou seja, um fato histórico para a indústria global, que passa a dispor do middleware mais avançado do mundo, totalmente livre de royalties.

A chegada da tecnologia brasileira de ponta sem custos de royalties foi uma quebra de paradigma da TV digital na UIT. Pois até então, a arquitetura recomendada para interatividade era baseada no GEM, Global Executable MHP, que tem custos de royalties associados.

Ana Eliza observa que, a partir de agora, a estrutura modelo se assemelha ao Ginga e inclui as novas e gratuitas ferramentas que compõem o JavaDTV.

Na avaliação de Frederico Nogueira, presidente do Fórum SBTVD, a conquista reforça ainda mais o avanço internacional do padrão nipo-brasileiro. “Com essa aprovação, até mesmo países que adotaram outros sistemas poderão se interessar em utilizar a nossa tecnologia de middleware, o que certamente trará ainda mais benefícios para a indústria brasileira”.

Fonte: Fórum SBTVD

Tagged with:
Mar 09

ABNT abre consulta pública das normas de interatividade

abnt Comments Off on ABNT abre consulta pública das normas de interatividade

Já estão em consulta pública no site da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT)  a parte quatro e  a emenda na parte um das especificações de Codificação de dados e especificações de transmissão para radiodifusão digital. Esses são os ajustes que faltavam no middleware Ginga, para definir os perfis de interatividade do Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD). O prazo para  manifestações termina no dia 5 de abril 2010.

  • 85:000.00-006/4 (3° Projeto) – Codificação de dados e especificações de transmissão para radiodifusão digital – Parte 4: Ginga-J – Ambiente para a execução de aplicações procedurais
  • ABNT NBR 15606-1 (2° Emenda) – Codificação de dados e especificações de transmissão para radiodifusão digital – Parte 1: Codificação de dados

Para votar nos projetos, ao entrar no site da ABNT vá para a página de Consultas Nacionais e clique na opção TV Digital.

85:000.00-006/4 (3° Projeto) Televisão digital terrestre – Codificação de dados e especificações de transmissão para radiodifusão digital – Parte 4: Ginga-J – Ambiente para a execução de aplicações procedurais 05/04/2010 Visualizar o projeto
ABNT NBR 15606-1 (2° Emenda) Televisão digital terrestre – Codificação de dados e especificações de transmissão para radiodifusão digital – Parte 1: Codificação de dados

—-

O Conselho Deliberativo do Fórum do Sistema de TV Digital Terrestre (Fórum SBTVD) deliberou em sua primeira reunião do ano, realizada segunda-feira (8/02), o envio das Normas Técnicas dos perfis para a interatividade do padrão nipo-brasileiro (ISDBT), para consulta pública na Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Conforme definido em dezembro de 2009, todos os perfis preservam a identidade e a arquitetura baseada em NCL e Java DTV; e o canal de interatividade poderá ser acrescido como uma funcionalidade independente.

O primeiro perfil tem recursos de monomídias como texto, fotos e imagens animadas. E ao segundo foram acrescentadas tecnologias de transmissão de aplicações de clipes de áudio e vídeo, permitindo, por exemplo, o “tira-teima” de jogos de futebol em mini-telas ao lado da imagem principal, entre várias outras possibilidades comerciais e lúdicas que poderão ser desenvolvidas e implementadas pela indústria. Paralelamente, o Fórum prossegue seus trabalhos para que o ISDBT acompanhe a evolução tecnológica e desenvolvimentos futuros do Ginga, garantindo que o padrão nipo-brasileiro se mantenha à prova de futuro.

Fonte: Fórum SBTVD

Tagged with:
preload preload preload