Dec 15

Governo tem agido em parceria com grupos de telecomunicações, radiodifusores, indústria e redes do varejo para incentivar adoção do sistema.

Durante o mês de outubro, a presidente da Argentina, Cristina Kirshner e o ministro do planejamento, Julio De Vido, anunciaram o plano nacional de telecomunicações “Argentina Conectada”, que prevê a construção de uma rede nacional de fibra ótica e que implicará no aumento da oferta de pontos de acesso para internet de banda larga. Com investimento total de aproximadamente 2 milhões de dólares, ele inclui a expansão da cobertura da TV digital, que em cinco anos deverá atingir todas as regiões do país.

Na ocasião também foi anunciada a entrada no ar de outras cinco estações de TV digital aberta nas regiões de Baradero, Campana, Cañuelas e La Plata e na cidade de Resistência, na região do Chaco, sendo que em novembro a estação de Luján também entrou em operação. A expectativa é que ao todo 47 estações estejam operando até meados de 2011.

O governo também autorizou o uso de canais de freqüência UHF para que emissoras privadas de Buenos Aires, Mendoza, Jujuy, Santiago del Estero e Corrientes realizem testes do sinal digital. Fora isso, em março será aberta licitação para a concessão de licenças para demais organizações privadas.

Anteriormente, como forma de incentivo à adoção do sistema digital, o governo havia anunciado a entrega gratuita de 1,2 milhão de conversores para a população de baixa renda. Adicionalmente, as principais redes de venda de eletroeletrônicos do país já trabalham com formas de pagamento facilitadas para a compra dos equipamentos.

Para Luis Valle, assessor de TV digital do Ministério do Planejamento argentino, os avanços do sistema ISDB-T no país criarão nova demanda por profissionais especializados. “Dois mil e onze será fundamental para a implantação da TV digital na Argentina. Haverá grande necessidade de profissionais, tanto na preparação de pedidos de autorizações e licenças, quanto para o desenvolvimento de conteúdo e da infraestrutura necessária”.

O cronograma da TV digital argentina prevê que, até o final de 2011, 75% de toda a população esteja coberta pelo sistema. Na segunda fase, compreendida de 2012 a 2014, a cobertura deverá se estender a 98% dos habitantes. Hoje, aproximadamente 650 mil pessoas da região metropolitana de Buenos Aires já dispõem de conversores aptos para captar o sinal digital.

Fonte: DTV



Gostou? Compartilhe!!!

Comments are closed.

preload preload preload